Em GP de arrepiar, Ricciardo vence e Massa bate forte

Australiano passou Rosberg no finalzinho para ganhar primeira; Massa lutava por quarto lugar com Perez

Com 20 voltas finais de tirar o fôlego, o improvável aconteceu e Daniel Ricciardo venceu sua primeira corrida na Fórmula 1. O australiano se aproveitou de problemas com ambas as Mercedes e ultrapassou Nico Rosberg na penúltima volta para ganhar no Canadá. Mas o fim da corrida acabou marcado por um forte acidente entre Sergio Perez e Felipe Massa, na última volta, quando o brasileiro tentava ultrapassar o mexicano na briga pelo quarto lugar. Sebastian Vettel escapou de ser envolvido na batida e foi terceiro, enquanto Lewis Hamilton abandonou com problemas no freio.

[publicidade]Hamilton fez uma largada melhor e colocou de lado na primeira curva, mas Rosberg não aliviou e obrigou o inglês a ir para a grama. Com isso, Vettel se aproveitou e assumiu a segunda colocação. Mais atrás, Bottas, Massa e Ricciardo mantiveram posição, com Vergne superando Alonso e Raikkonen ultrapassando Bottas. Com isso, as duas Ferrari ficaram juntos, em oitavo e nono.

No fim do pelotão, Max Chilton perdeu o controle e atingiu com violência o companheiro Jules Bianchi. A batida trouxe o Safety Car à pista e significou o primeiro abandono da carreira de Chilton, após 25 GPs disputados.

Após a relargada, Hamilton precisou de três voltas para usar a asa traseira móvel e superar Vettel. Rosberg já tinha aberto dois segundos na ponta. Mais atrás, Massa era pressionado por Ricciardo. Com 14 voltas de prova, o australiano foi o primeiro a parar. A Williams optou por responder com Bottas, que parou na volta seguinte.

Vettel colocou os pneus macios na volta 17, assim como Massa. Com uma troca lenta, de sete segundos, o brasileiro foi superado por Vergne e Alonso. O espanhol, inclusive, ganhou duas posições mesmo tendo parado depois, superando também o francês.

Rosberg foi a primeira Mercedes a parar, na volta 19. No retorno à pista, o alemão por muito pouco não estampou o muro. Após as paradas, a vantagem era de 2s7.

Com 20 voltas, apenas as Force India não tinham parado e tinham a terceira e quarta posições, com Perez à frente. Hulkenberg era pressionado por Vettel, que chegou a passá-lo no hairpin, mas perdeu o ponto de freada e foi reto.

Na ponta, Hamilton rapidamente chegou em Rosberg após ambos terem colocado os pneus macios. O inglês estava a meio segundo quando o alemão fritou o pneu na entrada da última chicane e foi reto, abrindo em relação ao inglês. O líder do campeonato foi investigado pelos comissários mas, em poucas voltas, Hamilton estava novamente colado e os comissários decidiram não puni-lo.

Mais atrás, Massa recuperou duas das três posições perdidas nos boxes, ultrapassando Vergne e Alonso e subindo para a oitava posição. Mais à frente, Bottas e Ricciardo chegaram em Vettel, que ainda estava preso por Hulkenberg. A Williams optou por antecipar a parada de Bottas, atraindo as duas Red Bull para o box e quem se deu bem foi Ricciardo, que superou ambos. Porém, voltaram atrás de Perez, com todas as paradas feitas.

Na frente, as Mercedes tinham problemas de potência, perdendo dois segundos por volta em relação a Massa, que não havia parado e aparecia em terceiro lugar.

Com 44 voltas, Rosberg fez a segunda parada, voltando atrás de Massa. Quando Hamilton parou, chegou a voltar na frente do alemão, mas logo seu carro apresentou problemas de freio e o inglês teve de abandonar.

Na volta 48, Massa acabou indo para o box e voltou na sétima colocação. A ponta voltou para Rosberg, que era muito mais lento que os pilotos que vinham atrás: Perez, Ricciardo e Vettel.

Com 15 voltas para o final, Rosberg, Perez, Ricciardo e Vette estavam separados por 2s5. Logo atrás, um outro grupo formado por Hulkenberg, Bottas, Massa e Alonso estavam divididos por 1s4.

Na volta 57, Bottas passou reto no hairpin em uma tentativa de superar Hulkenberg e Massa se aproveitou para superar os dois. O brasileiro era o carro mais rápido da pista e logo chegou na briga pela ponta.

Com cinco voltas para o final, Ricciardo finalmente superou Perez, que perdeu ritmo. Logo atrás, Massa chegou a colocar de lado de Vettel, mas não conseguiu superar o alemão. Com duas voltas para o final, Ricciardo conseguiu ultrapassar Rosberg, enquanto Vettel conseguiu ultrapassar Perez.

Na tentativa de Massa ultrapassar Perez, os dois tiveram uma batida forte e a prova acabou com o Safety Car, marcando a primeira vitória de Daniel Ricciardo na Fórmula 1. Nico Rosberg foi o segundo colocado e Sebastian Vettel chegou em terceiro. Com o resultado, Rosberg abriu 22 pontos na liderança do campeonato.

Jenson Button foi o quarto, seguido por Hulkenberg, Alonso, Bottas, Vergne, Magnussen e Raikkonen.

Confira a classificação após 70 voltas:

 1. Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault ) 1h39m12.830s
2. Nico Rosberg (Mercedes) a 4.2s
3. Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) a 5.2s
4. Jenson Button (McLaren-Mercedes) a 11.7s
5. Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) a 12.8s
6. Fernando Alonso (Ferrari) a 14.8s
7. Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) a 23.5s
8. Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Renault) a 28.0s
9. Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) a 29.2s
10. Kimi Raikkonen (Ferrari) a 53.6s
11. Sergio Perez (Force India-Mercedes) + 1 volta
12. Felipe Massa (Williams-Mercedes) + 1 volta
13. Adrian Sutil (Sauber-Ferrari) + 1 volta
14. Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) + 6 voltas

Abandonos

Romain Grosjean (Lotus-Renault) 58 Voltas
Daniil Kvyat (Toro Rosso-Renault) 47 Voltas
Lewis Hamilton (Mercedes) 45 Voltas
Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 22 Voltas
Pastor Maldonado (Lotus-Renault) 21 Voltas
Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 6 Voltas
Max Chilton (Marussia-Ferrari) 0 Voltas
Jules Bianchi (Marussia-Ferrari)  0 Voltas

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias