Em oitavo, Button destaca melhora da McLaren na Espanha

O companheiro do inglês, Kevin Magnussen, preferiu poupar o carro no Q2 e sai só em 14º

Lutando para encontrar o melhor acerto em uma pista sem aderência, Jenson Button não reclamou do oitavo lugar conquistado neste sábado, no treino classificatório para o GP da Espanha. Afinal, o inglês ainda ficou à frente de seu companheiro Kevin Magnussen (14º), de uma Williams e das duas Force India, equipes que brigam ponto a ponto com a McLaren no campeonato.

Para o inglês, a equipe quase conseguiu encontrar o melhor acerto possível. “Está muito difícil para todos aqui. A pista não tem muita aderência, por isso estivemos longe do equilíbrio em todas as sessões, tentando encontrar algo que funcionasse. Quase chegamos lá, mas o carro ainda escapava de traseira”, disse o piloto.

[publicidade] “Ainda assim, não foi tão ruim. Provavelmente poderíamos ter encontrado um pouco mais de tempo, em relação ao acerto, mas não sei se seria o suficiente para fazer a diferença na classificação. Nós definitivamente mostramos sinais de melhora neste fim de semana, mesmo que ainda não estejamos onde queremos”, opinou Button.

Seu companheiro Kevin Magnussen preferiu não abrir volta rápida no Q2, poupando pneus e motor. “Eu não sei exatamente qual era o problema com o meu carro. Tivemos um problema com a unidade de energia durante o Q1 e tentamos corrigir. Mas, no Q2, decidimos poupar o motor e não ir para a pista”, disse o dinamarquês, que não treinou no Q2, assim como Jean-Eric Vergne, e vai largar em 14º, devido à punição sofrida por Vettel.

"Foi uma pena, mas pelo menos temos alguns pneus guardados para a corrida, então eu espero que possamos fazer algo positivo. Os pneus vão desempenhar um grande papel na corrida de amanhã”, opinou Magnussen, lembrando que o circuito de Barcelona costuma desgastar bastante os compostos.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias