Em segunda casa, Massa desvia de rumores e torce por melhorias

Brasileiro se recupera de um torcicolo nas últimas semanas e espera que possa reviver os dias de glória de 2006 a 2008

Com Felipe Motta e Luis Fernando Ramos, de Istambul

Se existe uma segunda casa fora do Brasil para Felipe Massa, esta é a Turquia. O piloto brasileiro da Ferrari venceu nada menos que três provas seguidas no país que divide a Europa da Ásia, fator que o deixa bem à vontade para a corrida deste fim de semana.
 
"É especial ir para a pista na qual a gente gosta, se sente bem. Espero voltar a brigar pela vitória e conseguir isso", diz o representante de Maranello, que enfrentou um problema que poderia o prejudicar no fim de semana, mas foi solucionado. "Tive um torcicolo, vim fazendo fisioterapia todos os dias. Ainda mais para esta pista, que é difícil para pescoço".
 
Massa também comentou os dois rumores envolvendo seu nome: uma suposta saída da Ferrari para a entrada de Nico Rosberg e uma hipotética ida para a Red Bull. "Tentam me tirar da Ferrari todo ano desde 2006. Não é novidade. Acho divertido isso."
 
Por fim, o vice-campeão de 2008 torce para que o carro melhore com as atualizações previstas para este fim de semana. "A gente sabe que tem que melhorar o mais rápido possível e, se conseguirmos, o ritmo de corrida melhora também. É o nosso ponto principal. Se é possível ou não, é difícil dizer."
 
Confira os principais tópicos da entrevista de Massa em Istambul, com a presença do TotalRace:
 
História na Turquia
"Quando você ganha três vezes seguidas numa pista, é lógico que se torna algo muito especial, não só para você, mas para todo mundo que acompanha, que mora aqui, que certamente tem uma torcida grande pelo que eu consegui. Não posso dizer que é um lugar que tenho mais torcida, pois o Brasil é maior. Mas é especial ir para uma pista na qual a gente gosta, se sente bem. Espero voltar a brigar pela vitória e conseguir isso."
 
Torcicolo no pescoço
"Tive um torcicolo, vim fazendo fisioterapia todos os dias. Ainda mais para esta pista, que é difícil para o pescoço. Espero que isso não seja nenhum problema."
 
Rumores envolvendo sua saída da Ferrari
"Que eu saiba, não [sobre os boatos referentes à ida para a Red Bull]. Tentam me tirar da Ferrari todo ano desde 2006. Não é novidade. Todo ano falam a mesma coisa, eu brigando pelo campeonato ou não. Acho divertido. Vou seguir trabalhando pelo resultado."
 
Evoluções na 150º Itália
"Se você não experimenta e vê o resultado, é difícil ter certeza absoluta 100%. A gente tem coisas novas, mas muitas equipes também. Você pode até melhorar o carro, mas alguém vem e melhora igual, não muda nada. É importante tentar melhorar mais que os outros." 
 
O que melhorar?
"Existe uma diferença muito grande nas classificações. A gente precisa melhorar o carro nesse sentido. Em várias corridas, tivemos um ritmo parecido, mas não comparado à classificação. A gente sabe que tem que melhorar o mais rápido possível e, se conseguirmos isso, o ritmo de corrida melhora também. É o nosso ponto principal. Se é possível ou não, é difícil dizer. A Red Bull tem um carro super rápido, fácil de fazer tempo, principalmente de pneus novos. Enquanto você não treina em igualdade de gasolina e pneu, é difícil ter uma clareza. Tivemos três  semanas para trabalhar forte, mas eles também."
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Turquia
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias