Em sessão complicada, Hamilton coloca quatro décimos em Vettel

Pilotos perderam muito tempo de pista devido a problemas nas zebras no primeiro treino livre para o GP de Cingapura

As zebras roubaram a cena em Cingapura

Lewis Hamilton repetiu o desempenho do início do final de semana da Itália e foi o mais rápido em uma complicada primeira sessão de treinos livres para o GP de Cingapura. O inglês travou um duelo com Sebastian Vettel e ficou mais de quatro décimos à frente do alemão. Felipe Massa foi o sexto, Rubens Barrichello 11º e Bruno Senna, 16º.

A primeira sessão de treinos livres para o GP de Cingapura começou com meia hora de atraso, devido a problemas com as zebras nas curvas três e 14, que foram danificadas em corridas anteriores. Como o regulamento prevê que o intervalo entre as duas primeiras sessões deve ser respeitado, a opção foi por abrir a pista por apenas uma hora no treino inicial.

A promessa de calor foi uma realidade no primeiro treino, realizado no final de tarde, início da noite em Cingapura. A temperatura ambiente ficou em torno de 31ºC e 34ºC na pista. Só a umidade estava mais baixa do que o esperado, em 65%.

Como de costume em uma pista apertada, alguns pilotos tiveram escapadas e passaram por alguns sustos com a altura das zebras. Um deles foi Nico Rosberg, que marcou a primeira volta rápida. Logo foi seguido pelo companheiro Michael Schumacher, que foi 1s5 mais rápido.

Felipe Massa e Mark Webber passaram a se revezar na liderança, com vantagem para o brasileiro. Quando vinha em uma volta rápida, o australiano encontrou a Virgin de Timo Glock, tentou a ultrapassagem na última curva e tocou a asa dianteira no pneu do alemão.

Mais uma vez, Heikki Kovalainen teve de sair correndo da sua Lotus em Cingapura. Não foi o fogaréu das voltas finais do ano passado, mas o fogo nos freios dianteiros o fez parar o carro em posição perigosa e interrompeu novamente o treino.

Com meia hora para o encerramento, ambos os pilotos da McLaren, Jarno Trulli e Fernando Alonso ainda não tinham marcado tempo. O espanhol fez algumas passagens pelo box avaliando novas asas.

Com menos de 20 minutos para o final, Jenson Button foi o primeiro a baixar dos 1min50, logo seguido por Sebastian Vettel.

Enquanto ambos estiveram na pista, Bruno Senna andou próximo de Vitaly Petrov, a dois décimos. O russo teve problemas de instalação com a nova carenagem e perdeu muito tempo de treino. Quem também ficou muito tempo de fora foi Alonso, que foi chamado aos boxes devido a anomalias na telemetria antes mesmo que fizesse sua primeira volta rápida.

Rubens Barrichello permaneceu boa parte do tempo entre os 10 primeiros e à frente do companheiro Pastor Maldonado.

Enquanto isso, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel travavam uma batalha pela primeira colocação e Felipe Massa parecia ter dificuldades para controlar sua Ferrari, chegando a sair da pista. Quando o brasileiro passou por cima de uma zebra, ela se soltou e o treino teve de ser interrompido novamente.
A sessão foi reiniciada com apenas três minutos para o final. Com muito tráfego, ninguém conseguiu melhorar o tempo.

A segunda sessão está marcada para às 10h30, pelo horário de Brasília.

Confira os tempos da primeira sessão de treinos livres para o GP de Cingapura

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Tipo de artigo Últimas notícias