Empresa de Ecclestone vende mais de 20% das ações da F-1

Em negócio que visa preparar categoria para entrar na bolsa de valores, trio de empresas investe US$ 500 milhões

A principal acionista da F-1, a CVC Capital Partners, presidida por Bernie Ecclestone, anunciou a venda de US$ 500 milhões em ações. O negócio precede a entrada da categoria no mercado de ações e ocorre quase um mês depois de outra grande venda, ambas ao mesmo trio de investidores.

Com a nova negociação, o trio formado por Waddell & Reed, Norges Bank e BlackRock agora controla 21% das ações do esporte. De acordo com a CVC, o valor total da F-1 chega aos 9,1 bilhões de dólares.

O anúncio ocorre logo após Ecclestone reconhecer que a programada entrada da F-1 no mercado de ações de Cingapura havia sido postergada devido à instabilidade do mercado internacional.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias