Engenheiro brasileiro revela otimismo com volta de Kubica ainda neste ano

Ricardo Penteado revela que o polonês já mexe as mãos e crava: “Acho que essa coisa dele não voltar para a F-1 não existe”

Kubica sofreu acidente no início de fevereiro

 

O engenheiro chefe de motores da Renault, o brasileiro Ricardo Penteado, se mostrou bastante otimista com o retorno do polonês Robert Kubica à F-1. O piloto sofreu um grave acidente de rali em fevereiro e se recupera em Mônaco.

“Ontem, fui visitar o Kubica, e o programa de recuperação dele está como programado. O caminho é longo. Ele não vai estar de volta no carro para Spa ou para Monza, mas pelo menos acho que ele deve estar pronto no final do ano para fazer uns testes em treinos livres.”

Falando com exclusividade ao TotalRace, o brasileiro revelou, no entanto, que o trabalho de recuperação ainda será longo.

“A prioridade dele agora é recuperar todas as funcionalidades para começar o tratamento intensivo muscular, porque ele ainda está na fase de fazer cada músculo da mão trabalhar do jeito certo. É uma fase muito longa e complicada porque o nervo não é como um osso, demora um pouco mais para voltar ao normal.”

Um dos fatores que têm ajudado na recuperação rápida é a força interna do polonês, de acordo com Penteado.

“Ele estava um pouco abalado há um mês, sem saber se o movimento dos quatro dedos voltaria, mas ontem a mão dele já estava funcionando normal. É mais uma questão do tempo colocar os nervos no lugar e o Ceccarelli (médico responsável por sua recuperação) fazer o trabalho dele para colocar os músculos no lugar de novo, mas o cara tem uma moral de aço, é um Superman. Acho que ele volta. Se não voltar nesse ano, deve ser por questão política. Acho que essa coisa dele não voltar para a F-1 não existe.”

Para o engenheiro da Renault, o polonês está entre os quatro melhores da atualidade, junto de Lewis Hamilton, Fernando Alonso e Sebastian Vettel.

“Acho que ele não teve a chance de guiar um carro bom, mas se a gente olhar para tudo o que ele fez, ele é mais novo que o Bruno e o Vitaly, já ganhou uma corrida e mostrou que, dentro das pistas, tem uma maturidade impressionante. Com certeza colocaria ele no nível do Fernando e do Sebastian.”

Falando sobre a expectativa do final de semana da Renault, o profissional acredita que a equipe ande bem e Mônaco.

“É uma corrida boa para a Renault. Desde que Trulli ganhou aqui em 2004 temos a impressão de que o carro vai bem. Não sei por que, é ‘genético’. Ano passado, o Kubica andou super bem, quase que a gente fez a pole.”

(colaborou Felipe Motta, de Mônaco)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Tipo de artigo Últimas notícias