Envolvido no escândalo da mentira de 2009, Dave Ryan volta à ativa

Ex-diretor esportivo da McLaren corre com sua própria equipe de turismo e diz que demissão "é passado"

Dave Ryan ficou por 35 anos na McLaren

Depois de Mike Coughlan, agora é a vez de outro ex-funcionário da McLaren envolvido em um escândalo voltar à ativa. Dave Ryan foi demitido da equipe de Woking depois de aparentemente induzir Lewis Hamilton a mentir aos comissários do GP da Austrália de 2009, após o inglês fazer uma ultrapassagem sob Safety Car em Jarno Trulli. Na ocasião, o piloto foi desclassificado.

O neozelandês Ryan, que tinha uma história de mais de 30 anos na McLaren e ocupava na época o cargo de diretor esportivo, voltou a um pit wall neste final de semana, em Spa-Francorchamps, dirigindo sua própria equipe, a  Von Ryan Racing.

Curiosamente, a equipe corre com um McLaren MP4-12C, o novo bólido da marca.

“Pessoas que carregam rancores tendem a ter uma bola e uma corrente em seu tornozelo os atrasando para seguir com suas vidas”, se limitou a dizer. “Me dou bem com todos na McLaren e o que aconteceu, aconteceu. É passado agora.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias