Equipe médica do GP Brasil de Fórmula 1 mobiliza 170 profissionais

Além do time nacional, a Federação Internacional ainda leva seu próprio corpo médico para todas as etapas

A etapa brasileira da Fórmula 1 mobiliza uma equipe de 170 profissionais do Hospital São Luiz, responsáveis pelo atendimento de pilotos e outros profissionais que trabalham durante o final de semana em Interlagos.

[publicidade] Entre os profissionais, estão nada menos que 45 médios, das mais diversas especialidades: dentre eles, estão ortopedista, neurocirurgião, cardiologista, cirurgião plástico especializado em queimados, oftalmologista, anestesista, intensivista, cirurgião de trauma e cirurgião de tórax.

Além dos médicos de cada país que a Fórmula 1 visita, a categoria sempre conta com sua própria equipe médica, que atende a todos os GPs e é chefiada pelo doutor Ian Roberts. É ele quem fica no carro medico de prontidão, dentro do carro, posicionado no final do pit lane, durante todas as sessões de treinos e a corrida, sendo o responsável por fazer o primeiro atendimento aos pilotos acidentados.
 
Estrutura do Centro Médico:
4 leitos de pronto atendimento,
3 leitos de emergência,
2 leitos de UTI,
1 consultório de oftalmologia,
1 sala de raio-x e ultrassom,
farmácia,
-11 ambulâncias,
2 helicópteros,
2 carros de extração,
- 3 carros de intervenção.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias