Equipes de F1 pensam em rever regras de bandeira azul

Motorsport.com revela que times se reuniram nas últimas provas com a finalidade de discutir tema polêmico

A FIA realizou várias reuniões com representantes das equipes de F1 nas últimas semanas para tentar enquadrar uma série de ajustes e novas regras para melhorar o espetáculo da categoria de 2016 em diante.

A volta do reabastecimento foi rejeitada, com isso se pensa em outras áreas das regras que podem deixar as provas mais emocionantes, como dar às equipes liberdade de escolher os compostos de pneus para cada corrida.

Uma ideia de regra que também foi discutida no Canadá e na Áustria foi uma revisão nos regulamentos de bandeira azul, com a finalidade de dar aos retardatários mais tempo para deixar que os líderes passem.

A teoria é a seguinte: se os retardatários não forem forçados a sair imediatamente da frente dos líderes, o trabalho dos primeiros colocados pode ser dificultado, o que potencialmente tornaria as coisas mais emocionantes.

Regras rígidas

A FIA age duro com retardatários há vários anos, com regras explícitas sobre a rapidez com a qual um carro deve sair do caminho dos líderes.

Artigo 20.6 do Regulamento Desportivo da F1 afirma: "Assim que um carro chega em outro para a dar uma volta durante a corrida, o piloto da frente deve permitir que o piloto mais rápido passe na primeira oportunidade disponível.”

"Se o piloto na frente não permitir que o piloto mais rápido passe, serão agitadas bandeiras azuis para indicar que ele deve permitir a ultrapassagem do piloto de trás."

Pilotos que levam muito tempo para dar passagem são punidos com tempo acrescido em suas corridas.

Projeto rejeitado

Uma fonte da FIA confirmou que a ideia de aliviar as regras de bandeira azul voltou a ser discutida, mas encontrou resistência de certos setores.

Em particular, foi sugerido por algumas equipes que, se uma alteração foi introduzida - tais como retardatários terem uma volta completa ou mesmo mais tempo para dar passagem – poderiam ocorrer acidentes na ponta do pelotão.

Sem consenso para a mudança, o assunto não avançou. Isso significa que é improvável que isso faça parte de qualquer mudança iminente.

Um porta-voz da FIA disse: "Tem sido discutido, mas nada foi decidido. Por isso, não há mudanças que serão implementadas no curto prazo."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags blue flags