Equipes do fundão falam em boas melhorias em relação ao GP da Austrália

Até a HRT conseguiu dar muitas voltas e ficar dentro do limite dos 107% nesta sexta-feira na Malásia

HRT já demonstra uma melhora considerável

O pelotão do fim do grid – Caterham, Marussia e HRT – se mostrou feliz com caminhar dos treinos livres para o Grande Prêmio da Malásia neste fim de semana. Para praticamente todos os seis pilotos que compõem as equipes, houve uma melhora considerável de rendimento com relação à Austrália, mas todas estão cientes de que ainda há muito que se fazer para melhorar.

Veja a compilação desta sexta-feira das equipes do fundo do grid da temporada 2012 da Fórmula 1:

Vitaly Petrov, Caterham – 19º: "A sexta-feira foi um dia muito bom para mim. Os níveis de aderência nesta manhã não estavam bons, mas eu acho que foi o mesmo para todas as equipes. Na tarde tivemos algumas melhorias, embora a pista em si tenha perdido um pouco de aderência. Temos áreas para focar o trabalho hoje à noite, especialmente olhando para maximizar a tração, mas estou razoavelmente satisfeito nós terminamos."

Timo Glock, Marussia – 20º: "Hoje foi um dia muito bom para nós. Esta é uma das sextas-feiras mais difíceis da temporada, mas tenho que dizer que toda a equipe fez um grande trabalho. Ainda temos algum caminho a percorrer, o carro não é perfeito ainda,  no entanto fizemos um grande progresso. Precisamos manter esse ritmo amanhã. Quanto ao calor, meu trabalho de fitness durante o inverno valeu a pena com certeza. Tem sido um bom começo."

Heikki Kovalainen, Caterham – 21º: "Acho que hoje comprovamos o que já suspeitávamos: a degradação dos pneus é fundamental para o desempenho no domingo. Nesta manhã tentei um par de opções de configuração que não funcionaram muito bem, mas fizemos algumas alterações durante o almoço e o carro se mostrou imediatamente melhor na parte da tarde. Eu tinha mais aderência e fui capaz de conservar bem os pneus.  Temos uma boa base para trabalhar esta noite."

Charles Pic, Marussia – 22º: "Hoje foi um dia muito interessante. Tivemos um grande programa de trabalho até colocar o carro na pista de testes, mas agora estamos alcançando o pelotão. Os resultados têm sido muito positivos e estou feliz com os passos estamos dando. Não é fácil para a equipe ter que trabalhar no calor daqui, foi um dia longo para todos. Temos uma grande quantidade de informação para amanhã e eu também terei a novas peças do assoalho para testar. A equipe trabalhou muito bem e quero agradecer a eles por isso.”

Narain Karthikeyan, HRT – 23º: "Na sessão da manhã sofremos com alguns problemas de confiabilidade, o mesmo que aconteceu em Melbourne, mas não é tão ruim assim. Ainda temos alguns problemas de refrigeração. Na tarde os problemas persistiram, e nas curvas 13 e 14 eu não conseguia selecionar as marchas corretamente. Mas o importante é que estamos dentro do tempo 107% e estamos em melhores condições. Eu definitivamente senti a diferença com relação à Austrália, mas precisamos de muito mais. Este é uma das corridas mais difíceis do ano, então vamos precisar trabalhar duro desempenhar um bom papel."

Pedro de la Rosa, HRT – 24º: "Hoje foi um dia positivo para nós porque andamos como em um dia de treinos normal, e só isso em si é já é uma boa notícia. Pela primeira vez fomos capazes de experimentar coisas diferentes no carro: o DRS está trabalhando, a direção hidráulica melhorou e, embora nós não estejamos onde gostaríamos de estar, conseguimos um avanço considerável As sensações melhoraram com o passar do dia e o carro se comportou bem. Ainda há muito que fazer, mas a avaliação geral para o dia é positiva."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Pedro de la Rosa , Narain Karthikeyan , Heikki Kovalainen , Timo Glock , Vitaly Petrov , Charles Pic
Tipo de artigo Últimas notícias