Equipes ficaram de "boca aberta" com decisão da FIA, diz engenheiro da Renault

Brasileiro responsável pelos motores do time francês afirmou que mudança nos escapamentos puniria mais algumas equipes do que outras

Escapamento frontal é exclusividade da Renault neste ano

O diretor de motores da Renault, Ricardo Penteado, fez duras críticas à intenção da FIA de evitar que as equipes usem os gases do escapamento para melhorar a performance aerodinâmica do carro. O engenheiro brasileiro classificou a mudança de “autoritária” e afirmou que sua equipe será a mais prejudicada caso a proibição seja adotada.

“A FIA tirou do chapéu uma decisão na semana passada que a gente não entendeu de onde saiu e que vai completamente contra o conceito do nosso carro. É por isso que, não só nossa equipe, como algumas outras, ficaram de boca aberta com a decisão autoritária da FIA em relação a isso”, afirmou com exclusividade ao TotalRace.

A equipe Renault é a única que posicionou seu escapamento apontando para a frente no carro, direcionando-o para as laterais. Para que o conceito surta efeito, é necessário que o fluxo de ar seja constante e, portanto, ele depende de que os gases do escapamento sejam expelidos mesmo quando o piloto não está com o pé no acelerador, justamente o que a FIA quer proibir.

“Fizemos o carro em função da regulamentação que havia na época, temos certeza de que tudo no carro está de acordo com as regras que existiam até semana passada. Se inventarem uma regra dessas, vai punir muito mais nossa equipe do que uma Red Bull ou qualquer outra que não tenha o conceito tão direcionado para a utilização do escapamento como a gente está fazendo. Se colocarem essa regra em prática, não será igualitário. Haverá equipes que vão sofrer muito mais do que outras. Não é justo”, atacou.

De acordo com Penteado, as regras estão sendo mudadas no meio do jogo.  

“Quando a equipe de Enstone começou a fazer o carro, obviamente que olhamos toda a regulamentação para saber se do lado do chassi ou do motor não tinha nada que infringia as regras e não tem nada.”

Inicialmente, a FIA queria mudar o regulamento já para o GP da Espanha, mas voltou atrás após a reclamação das equipes. No entanto, a entidade não desistiu da mudança, que deve ser implementada em breve.

Mark Webber foi outro que mostrou sua indignação com a possível alteração. Perguntado sobre o que sua Red Bull teria de novo neste Grande Prêmio, o australiano deu uma cutucada.

“Qual a regra nessa hora? Já mudou de novo?”

(colaborou Felipe Motta, de Barcelona)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Tipo de artigo Últimas notícias