Erros de estratégia e dificuldade com aderência marcam fim do pelotão

Pilotos da Sauber e Vitaly Petrov lamentam terem ficado fora dos pontos, enquanto ambas as Lotus e Nick Heidfeld abandonaram

Petrov foi um dos que errou na estratégia

Pilotos que ficaram fora dos pontos relatam erros de estratégia e muita dificuldade em manter o carro na pista, especialmente na chuva.

Kamui Kobayashi, Sauber, 11º: “Ficar fora dos pontos foi desapontador. Minha largada foi boa e o ritmo no começo também era bom. Por muito tempo, parecia que chegaríamos nos pontos, mas deu errado. Quando começou a chover, a equipe me chamou para colocar intermediários, mas não quis. Depois, demoramos muito para fazer a última troca e perdi posições, porque não conseguia me defender.”

Vitaly Petrov, Renault, 12º: “Hoje foi uma corrida difícil. Perdi temperatura nos pneus e estava complicado segurar o carro. Parecia que continuaria chovendo, então colocamos os intermediários, mas eles não duraram tanto quanto achávamos. Era tão difícil prever o clima, tanto que vários outros times fizeram o mesmo.”

Sergio Perez, Sauber, 15º: “Estou muito desapontado. Depois de uma boa classificação, esperava muito mais da corrida. Tudo começou a dar errado na primeira volta. Não tinha aderência e mal conseguia me manter na pista. Perdi muitas posições, fui parar em 20º. No momento, era mais lento que os carros das equipes pequenas. Não sei porque foi tão extremo. O drive through só piorou as coisas. Eu ultrapassei o Heikki Kovalainen porque ele estava freando muito tarde.”

Timo Glock, Virgin, 17°: "Foi uma corrida muito interessante e bem divertida. Larguei bem e fiquei à frente do Heidfeld e de outros carros mais velozes. Claro, eles me passaram e me concentrei em fazer a minha prova. Tomamos a decisão certa ao ficar com os slicks e não foi fácil ficar na pista. Foi uma grande performance da equipe em condições traiçoeiras."
 
Daniel Ricciardo, Hispania, 18°: "No geral, estou satisfeito com minha corrida. Foi minha melhor posição das últimas três provas. Na corrida, não sabia ao certo minha posição e o que estava fazendo. No fim, o carro se equilibrou e pude dar boas voltas. Novamente, sinto que estou progredindo bem, então vamos seguir melhorando."
 
Jerome D'Ambrosio, Virgin, 19°: "Estou realmente desapontado, mas as condições foram muito difíceis. Tive uma boa largada e fiquei feliz com isso, mas errei quando a chuva veio, parando em vez de ficar na pista. Perdi tempo nos pitstops e tive um momento ruim ao rodar nos boxes. Felizmente, o carro não acertou ninguém."
 
Vitantonio Liuzzi, Hispania, 20°: "Foi um início bom até ser tocado na saída da chicane, o que me fez rodar. Perdi muito tempo e o equilibrio não era o ideal. Tivemos mais problemas com a asa fronteira e os pneus sofreram com isso. Sabíamos que seria difícil e lutamos até o fim."
 
Heikki Kovalainen, Lotus, abandono: "Foi um fim de semana de altos e baixos. Comecei a corrida bem, no ritmo de Maldonado, Sutil, Perez e outros, e consegui pressioná-los antes da parada. Depois, a equipe me deu a instrução para desligar o motor por conta de um vazamento de água. Não estou desapontado com o ritmo de corridas, é apenas mais um passo que demos."
 
Jarno Trulli, Lotus, abandono: "Minha má sorte na Hungria parece ter voltado novamente. O carro foi bom o fim de semana todo, mas um vazamento de água trouxe minha corrida para o fim. Apesar de tudo, estamos positivos com os passos à frente que demos."

Nick Heidfeld, Renault, abandono: “Não foi uma boa corrida, pois terminei pelo segundo final de semana em sequência. Meu segundo pitstop foi muito longo e o carro acabou superaquecendo. Percebi a fumaça na traseira, o fogo, e tive de encostar.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Jarno Trulli , Nick Heidfeld , Heikki Kovalainen , Vitantonio Liuzzi , Timo Glock , Kamui Kobayashi , Jérôme d'Ambrosio , Vitaly Petrov , Sergio Perez , Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias