Estreante na "noitada" de Cingapura, Perez mira Force India

Mexicano acredita que Sauber pode bater rival na luta pela sexta colocação em Construtores com uma parada a menos nos boxes

Perez credita à falta de sorte os recentes maus resultados

Um estranho em um baile de debutante. É assim que Sergio Perez está se sentindo. O mexicano, de apenas 21 anos, faz sua estreia na Fórmula 1 em 2011. Portanto, disputa pela primeira vez a corrida noturna de Cingapura, que gera aos pilotos a necessidade de trabalhar em horários “alternativos”.

“Sim, é um circuito muito diferente do que estamos acostumados. Viver à noite, levantando e dormindo tão tarde é algo diferente. Por esse lado este é um circuito especial”, falou o piloto da Sauber, em conversa com a reportagem do TotalRace.

“Corri na pista de madrugada para me acostumar ao horário. Me pareceu ser um circuito muito complicado, nada fácil de aprender. Espero que não me custe muito trabalho e em poucas voltas eu possa aprendê-lo”.

Nas últimas corridas a Sauber perdeu força e os resultados não vieram. A queda representou a perda do sexto lugar em Construtores para a Force India, que agora soma um ponto a mais que a equipe suíça (36 a 35).

“O objetivo é estar na frente deles. Tivemos má sorte nas últimas corridas com os problemas mecânicos, mas estou confiante que podemos reagir e bater a Force India no campeonato”.

Para voltar aos pontos, Perez acredita que o segredo está no ponto forte do time – o baixo desgaste de pneus, que em muitos casos permite uma estratégia de uma parada a menos.

“Essa será uma boa estratégia para ganhar posições. O pit lane aqui é o maior da temporada porque vamos a 60 km/h. Então, ganhar uma parada pode ser um bom resultado”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias