"Eu amo Cingapura", diz Barrichello

Brasileiro torce para que os updates levados pela Williams resultem no fim do jejum de seis corridas sem pontos em 2011

Rubens Barrichello

Apesar das 19 temporadas na F-1, Rubens Barrichello está apenas conhecendo o circuito de Cingapura.

A prova noturna, que estreou na temporada de 2008, ainda é um desafio para todos os pilotos e, na opinião do brasileiro, um grande acerto: "Eu amo Cingapura e acho que a corrida noturna tem sido um grande sucesso." 
 
O piloto de 39 anos conta as principais dificuldades da pista asiática e torce para que os updates levados pela Williams resultem em um bom resultado e o fim do jejum de pontos, que já dura seis etapas.
 
"Não tenho uma curva favorita, mas todas elas são muito desafiadoras. A curva 4, por exemplo, é de média velocidade com algumas ondulações no caminho, o que dobra a atenção, mas pode dar muito tempo", analisa.
 
"Como é uma volta longa, você precisa manter o carro em boa forma, uma vez que a última curva é de alta velocidade e determina seu desempenho na reta. A Williams sempre andou bem lá e espero que desta vez não seja diferente", completa Barrichello.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias