"Eu confio no meu taco", afirma Massa, em entrevista a jornal

Brasileiro fala (e elogia) Alonso, diz não ter vontade de sair da Ferrari e que pensa antes de falar, ao contrário de outros

Massa:

Em uma longa entrevista ao jornal "Lance!", publicada na manhã deste domingo, Felipe Massa afirmou ainda ter muita confiança em sua capacidade como piloto da Ferrari.

"Se você não tiver confiança no que você pode alcançar, você não daria certo como piloto. Eu confio no meu taco e acredito que posso ser competitivo e bater não só o [Fernando] Alonso, mas qualquer piloto que tenha como companheiro de equipe", afirmou o vice-campeão de 2008, que admitiu simplesmente não conseguir se adaptar ao carro na temporada passada, ao contrário do parceiro espanhol.

"O ano passado não foi uma questão de sorte. Eu simplesmente não tinha o carro na minha mão. Eu não conseguia pilotar da maneira que eu via os outros pilotos fazerem. Neste ano, tirando Austrália e Espanha, eu tinha o carro na mão, com um ritmo forte de corrida. Sofri outros problemas, mas não com a velocidade", disse Massa, que teceu elogios ao companheiro de equipe.

"Ele é um piloto muito rápido e tem muita experiência para ler uma corrida. É um dos pilotos top da F-1. Mas cansei de correr com pilotos bons na minha carreira. É claro que cada um tem suas características, mas a verdade é que nos últimos anos eu sempre tive ótimos companheiros de equipe".

O brasileiro também desmentiu a ideia de que teria perdido algo após o acidente na Hungria, em 2009. "Só neste ano, por exemplo: na Austrália eu segurei o [Jenson] Button de uma maneira impossível para o ritmo de corrida que meu carro tinha; na China e na Turquia eu ultrapassei vários carros. Então eu não sinto que tenha perdido algo da minha agressividade."

Contudo, Felipe admite que suas chances no campeonato deste ano são mínimas:" É impossível ou quase impossível pensar no campeonato, até porque o [Sebastian] Vettel venceu cinco corridas e chegou na outra em segundo lugar. Imagina o que um piloto vai ter que fazer para disputar o campeonato com ele no final do ano. Para começar, é preciso um carro capaz brigar por vitórias em todas as corridas. Isso não é fácil, mas a gente tem que pensar prova por prova e melhorar o carro a cada dia. Mas ainda nem chegamos na metade do campeonato, o foco é em melhorar até o final do ano, não só para o ano que vem."

Sobre o lado "brigão", Massa afirmou que suas palavras, mesmo as ásperas, são bem processadas antes de serem emitidas em uma entrevista: "Cada piloto tem seu estilo. Mas tem uns que não pensam na hora de falar. Todas as brigas que eu tive na minha carreira foram honestas. Eu repetiria cada uma delas porque você nunca me viu sair falando ou detonando outro piloto se eu tivesse errado. Eu penso muito bem antes de falar, mas tem muitos que não pensam."

Por fim, Massa disse estar satisfeito na Ferrari e que não veria problema em correr ao lado de Alonso até 2015: "Eu acho que a partir do momento em que você não está feliz numa equipe, você precisa olhar para o lado. Mas ainda não chegou meu momento para olhar em outras direções. Sou feliz no que eu faço e corro numa excelente equipe."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias