Ex-piloto, Irvine acha dobro de pontos na última etapa "uma piada"

Vice-campeão de 1999 afirma que não irá assistir mais às corridas até que regra seja revogada e pede mudanças no comando

Reconhecido por suas declarações bombásticas nos tempos de piloto, Eddie Irvine criticou a nova regra estabelecida pelo Grupo Estratégico da Fórmula 1 de dobrar os pontos na última corrida da temporada.

Para o ex-piloto da Ferrari entre 1996 e 1999, o comando da categoria precisa de renovação. "Eu acho que F-1 perdeu o rumo. Esta última regra do dobro de pontos para a última corrida é uma loucura", disse Irvine em entrevista com ao Belfast Telegraph. "Isso realmente me fez perceber que não vou assistir mais às corrida até que essa regra seja revogada. Isso é embaraçoso. Realmente é. Eles deveriam ter vergonha de si mesmos. Eu só acho que as pessoas envolvidas nessas decisões perderam a cabeça. Eles não têm a compreensão da realidade e as pessoas que estão lá já ficaram por muito tempo”, acrescentou.

Piloto até o ano de 2002, Irvine disse que não concordou com as mudanças feitas nos últimos anos nos treinos classificatórios e na pontuação a partir de 2010. "Eles destruíram a história do esporte alterando os pontos, mudando a classificação e agora o dobro de pontos para a corrida final", disparou. "É ridículo. Eu nunca ouvi uma piada desse tipo em toda a minha vida. Fazer isso é uma grande besteira."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias