Fábrica da Red Bull é assaltada na Grã-Bretanha; troféus são roubados

Roubo ocorreu na madrugada deste sábado; mais de 60 troféus foram roubados pelos ladrões

Christian Horner veio a público contar sobre o caso
Sessenta troféus perdidos. Este foi o saldo de uma das noites mais assustadoras da história da fábrica da Red Bull, em Milton Keynes, na Grã-Bretanha. Na madrugada desta sexta-feira para sábado, um grupo de ladrões assaltou o local e levou, entre outros objetos, 64 troféus conquistados pelo time, um dos mais respeitados do automobilismo mundial.
 
[publicidade]De acordo com relatório da polícia local, seis homens encapuzados, divididos em dois carros, invadiram a fábrica por volta das 1h30 (horário local). Christian Horner, chefe da equipe, tratou de falar publicamente sobre o caso ocorrido neste sábado.
 
“Obviamente estamos devastados com este crime, perpetrado por pessoas que entraram com um veículo através das nossas portas roubando mais de 60 troféus que nós levamos anos para acumular, e que foram fruto de um trabalho muito duro”, lamentou Horner.
 
“A quebra da entrada causou danos significativos no que foram momentos assustadores para quem estava a guardar a fábrica no momento da ocorrência. Os ladrões levaram objetos que representavam o esforço de um grupo de pessoas muito dedicadas, objetos que eram fruto do valor do nosso trabalho”, acrescentou.
 
“Além da natureza agressiva da invasão, estamos perplexos por não percebermos por que alguém iria levar estas taças. O valor para a equipa é grande, mas o seu valor é essencialmente pelo que representam e não pelo valor dos troféus”, completou o chefe da equipe.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias