Fernandes admite estar decepcionado por falta de pontos

Em seu terceiro ano na F-1, Caterham ainda está longe do top 10, mas dono da equipe diz que "não há mais desculpas"

A julgar pelo desempenho da equipe nestas primeiras 11 etapas do campeonato, a Caterham caminha para mais uma temporada – a terceira de sua história – sem marcar um ponto sequer. O melhor resultado em 2012 até aqui foi um 13º lugar de Heikki Kovalainen no GP de Mônaco, mas o chefe do time, Tony Fernandes, reconhece que está decepcionado. Entretanto, ele confia que a recente mudança de sede vai contribuir para o crescimento da equipe.

“Ainda não marcamos nosso primeiro ponto, e temos muito trabalho a fazer para acabar com a diferença para o pelotão à frente, que agora é de menos de um segundo. De qualquer forma estamos desapontados com onde estamos, assim como muitos que nos seguem. Mas temos de lembrar que há 35 meses, sequer existíamos.”

Grande parte da confiança por dias melhores tem a ver com a mudança da fábrica de Norfolk para Leafield, local em que já estiveram instaladas Arrows e Super Aguri.

“Investimos muito para comprar e remodelar a fábrica para levá-lo aos níveis de que precisávamos para competir na F-1, GP2 e em todas as categorias das quais participaremos no futuro. Esse investimento coloca a última peça do quebra-cabeça necessário para dar o passo seguinte e entrar no pelotão intermediário – agora não temos mais desculpas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias