Ferrari cautelosa após vitória inesperada em Silverstone

Alonso e Domenicali evitam falar em campeonato e querem comprovar melhora nas próximas provas

Alonso e Domenicali no pódio em Silverstone

A primeira vitória da Ferrari do ano – ainda por cima em Silverstone, circuito que em teoria seria desfavorável para os carros vermelhos, que ficam devendo em termos de pressão aerodinâmica para os Red Bull – encheu de otimismo o chefe da equipe Stefano Domenicali e Fernando Alonso.

“Finalmente a vitória chegou e agora temos de curtir. Há quatro corridas estávamos a 1s5 e agora chegamos 20s à frente da Red Bull na corrida e veremos se poderemos seguir dando alegrias no resto do ano”, afirmou o espanhol em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Domenicali classificou a performance de “incrível”, mas preferiu não profetizar que a equipe eliminou os problemas os quais vem enfrentando desde o início do ano.

“Estávamos esperando uma melhora, mas se ela foi tão grande, temos de ser cautelosos, estudar os dados e ver o que os outros estavam fazendo. Vimos que o rendimento do nosso carro era bom com todos os pneus durante o final de semana e estou feliz com isso.”

Alonso se disse surpreso com o resultado e destacou as dificuldades por que passou durante a prova.

“Foi uma corrida de sobrevivência, sobretudo a primeira parte, em que um trecho da pista estava muito molhado e outro completamente seco. Tinha de tentar me manter na pista, sem cometer erros e certamente os pneus intermediários acabariam rapidamente, então tinha de ter muita calma. Mesmo quando Hamilton nos ultrapassou e estávamos em quarto lugar, sabia que nosso momento chegaria. Estou muito contente e quase sem acreditar.”

Para Domenicali, o ritmo da Ferrari era tão bom que Alonso ganharia mesmo sem o erro da Red Bull no pitstop de Vettel.

“Espero que consigamos lutar pelas primeiras posições, e não podemos esquecer que nas últimas provas fomos bem competitivos, desde Monte Carlo. Com certeza melhoramos. Acho que o ritmo foi muito bom e, mesmo sem o problema de Vettel – que também sofremos no passado – poderíamos ter ganho.”

Perguntado se estava surpreso com a vitória, Domenicali afirmou que seria uma palavra muito forte. “Esperávamos ser competitivos. Mas, em relação ao campeonato, queria ser prudente. Nunca diga nunca, mas não olho para a classificação no momento, só vejo que temos de forçar e nunca desistir. Se conseguirmos manter os bons resultados, aí veremos.”

O discurso está afiado na Ferrari. Alonso também afirmou que considera Vettel, 92 pontos à frente, longe demais. Pelo menos por enquanto.

“Seguiremos lutando, mas sabemos que a diferença é muito grande para pensar nela. Vamos tentar ganhar todas as corridas, dar tudo nas largadas, pitstops, estratégias, classificações. Vamos sempre dar tudo e, no final do campeonato, se seguirmos fazendo isso e eles falharem, se abre a possibilidade do campeonato. Se eles continuarem vencendo, é difícil, mas vamos tentar.”

Agora o espanhol quer ter certeza de que a Ferrari realmente melhorou. “Ganhar em Silverstone é uma ótima notícia e é uma enorme surpresa porque é um circuito que não era bom para nós. Tenho muita vontade de que chegue o GP da Alemanha para comprovar essa boa tendência.”

 

(Colaboraram Luis Fernando Ramos e Felipe Motta, de Silverstone)

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias