Ferrari nega malícia em recado de Smedley a Massa

Na ocasião, o engenheiro pediu para o brasileiro "destruir a corrida de Hamilton o máximo que puder". Na prova, os dois se acidentaram

Felipe Massa e Rob Smedley

Em uma coluna publicada em seu site oficial, a Ferrari negou qualquer tipo de intenção maliciosa nas palavras de Rob Smedley a Felipe Massa no GP de Cingapura de Fórmula 1.

Na ocasião, o engenheiro pediu para o brasileiro "destruir a corrida de Hamilton o máximo que puder". Na prova, os dois se acidentaram e Massa discutiu publicamente com o inglês.
 
A escuderia, no entanto, admitiu que as palavras usadas não seriam as "mais politicamente corretas", mas que elas tomaram proporções fora da realidade no vídeo oficial divulgado pela categoria.
 
"É verdade que o engenheiro de Felipe Massa foi pego no calor do momento e escolheu o verbo 'destruir' em certo ponto. Pode não ter sido a palavra mais politicamente correta, mas não teve malícia, especialmente pelo fato de ele ser nascido em Middlesbrough", brincou o time.
 
"Em outras palavras, isso não teve nada a ver com a colisão entre os dois pilotos na volta seguinte. É o que acontece no frenético mundo da Fórmula 1", completou a coluna.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias