Ferrari se diz pronta para fornecer motores à Red Bull

O chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene, disse que a escuderia italiana está pronta para fornecer motores para a Red Bull em 2016

Não é segredo no paddock que a relação entre Red Bull e Renault está desgastada. A parceria, que chegou ao ápice durante os quatro títulos mundiais conquistados, entre 2010 e 2013, azedou definitivamente na temporada 2014, quando a fabricante francesa não conseguiu fornecer motores turbo competitivos.

Em 2015, a crise na Red Bull se instalou de vez, já que Ferrari e Williams evoluíram e deixaram a antiga manda-chuva da categoria para trás. O dono do time, Dietrich Mateschitz, chegou a ameaçar que abandonaria a Fórmula 1.

O contrato da Renault com a Red Bull termina no final de 2016, no entanto, as partes negociam os termos para que a parceria seja encerrada já no final da atual temporada.

Com a negativa da Mercedes em acertar com o time austríaco, a Ferrari se tornou a única opção. Por isso, Arrivabene sinalizou que está disposto a negociar, segundo a NBC Sports, mesmo que a evolução da Red Bull a coloque no mesmo patamar da própria Ferrari:

“Não significa que amanhã de manhã vamos dar motores para a Red Bull, mas eu não vejo problema eu dar nossos motores para qualquer outra equipe. Não temos medo da competição antes mesmo dela começar. Esse não é o verdadeiro espírito de competição que a Ferrari representa. Nós lutamos contra todos”, disse Arrivabene.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias