Ferrari usa a matemática para manter a esperanças de título

Time taliano compara primeira metade da temporada atual com 2010 e confia em segunda parte forte para chegar na Red Bull

A Ferrari mantém as esperanças de título

Com a terceira colocação no mundial de construtores, a 166 pontos da Red Bull e tendo seu piloto mais bem colocado no mundial de pilotos a 99 pontos de Sebastian Vettel – Fernando Alonso é quinto na tabela –, o time italiano fez um balanço de números para comprovar que, ao menos seu rendimento não caiu em relação ao ano passado.

“A metade da temporada é o momento certo para contabilizar e comparamos esta temporada com a passada. Brincar com os números leva a curiosidades interessantes”. As contas do time levam em consideração as mesmas oito provas – ou seja, não contabiliza justamente a dobradinha do GP do Bahrein de 2010.

Antes do GP de Silverstone do ano passado, Sebastian Vettel tinha 103 pontos e hoje tem 186. “Quem diria que o segundo em termos de melhoria de um ano para outro seria Fernando Alonso (16 pontos a mais, de 71 para 87), seguido por Mark Webber (+10, de 99 para 109). Os outros três pilotos estão fazendo menos agora do que em 2010: Jenson Button (-6, de 115 para 109,) Felipe Massa (-7, de 49 para 42) e Lewis Hamilton (-15, de 112 para 97).”

A matemática de Maranello continua comparando os anos dos times. A Red Bull fez 93 pontos a mais que em 2010, a Ferrari nove e a McLaren conquistou 21 pontos a menos. “Claramente, as comparações são apenas um exercício de aritimética e não levam em consideração o atual nível de competitividade dos carros, mas fazem pensar. Sabendo o que envolveu a segunda parte de 2010, é possível dizer que não está tudo perdido, mas temos que ser realistas e manter os pés no chão”, encerra o comunicado ferrarista.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Tipo de artigo Últimas notícias