FIA cria regras claras para checar calibragem de pneus

Pirelli e FIA concordaram em redigir novos procedimentos para checar a pressão dos pneus para evitar a confusão ocorrida no GP da Itália, quando a vitória de Lewis Hamilton foi colocada em dúvida

Os comissários de Monza pediram para que novos procedimentos fossem acordados, o que levou a uma reunião de Charlie Whiting e o representante da Pirelli, Mario Isola, em Cingapura. Havia uma falta de clareza no regulamento sobre quando exatamente a fabricante deveria medir a calibragem dos pneus.

Na essência, eles concordaram que durante os treinos livres e classificatório, a pressão será medida logo que os compostos forem colocados no carro. Para os pneus colocados no começo da corrida, a pressão pode ser medida a qualquer momento depois do sinal de cinco minutos para começar a prova.

Isso significa que as equipes terão de monitorar a calibragem, quando os carros estiverem alinhados no grid, após a retirada dos cobertores que aquecem os pneus. Se alguma anomalia for detectada na pressão, os times ainda terão tempo para corrigir a falha e evitar uma punição.

A FIA enviou uma diretiva técnica às equipes. Nas explicações sobre os novos procedimentos, ela atesta: "quando medida, a pressão precisa ser igual ou maior do que a necessária. Se a pressão for menor do que a mínima requerida, os times terão a oportunidade de ajustá-la."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags pirelli, tyre pressure