FIA muda regras a menos de dois meses da eleição para presidente

Entidade reduziu representantes da divisão que cuida de campanhas de trânsito no gabinete presidencial

Depois de admitir que seu sistema eleitoral era muito “confuso”, a FIA fez alterações a menos de dois meses do processo que vai decidir se Jean Todt permanece na presidência ou dá lugar ao candidato de oposição David Ward.

A entidade diminuiu o número de apoiadores que cada candidatos pode ter. As regras da eleição previam que cada candidato tivesse um gabinete de 17 membros – com representantes da divisão de mobilidade e esportiva.

No entanto, o problema era que os vice-presidentes de mobilidade eram escolhidos pelas regiões, e não pelos presidentes em si. Assim, a FIA determinou que eles fiquem de fora da eleição. Agora, cada candidato terá 11 membros em sua lista – o presidente, o presidente do senado, presidente substituto de mobilidade, presidente substituto de esporte e sete vice-presidentes de esporte.

Estas listas devem ser enviadas de sexta-feira até 15 de novembro. A eleição será em 6 de dezembro.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias