FIA responde Fota e solicita novo calendário a Ecclestone

Polêmica sobre GP do Bahrein ganha novo capítulo, com Todt culpando Bernie por confusão e acusando Domenicali de apoiar ideia

Pôr-do-sol do Bahrein

A polêmica sobre a realização do GP do Bahrein de F-1 ganhou, nesta quinta-feira, mais um capítulo. Em carta assinada pelo presidente Jean Todt, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pede a Bernie Ecclestone uma nova proposta de calendário para 2011.

A manifestação de Todt veio após a entidade máxima do esporte a motor receber uma carta da Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota), pedindo que o calendário não seja alterado. Como resposta, os times ouviram do dirigente a frase: "vamos reagir".
 
"Ouvi as suas objeções de última hora e solicitei ao Detentor dos Direitos Comerciais uma reavaliação de sua proposta de calendário e, se for necessário, requisitar uma proposta revisada ao Conselho Mundial", conta Todt. Para ele, a culpa da insistência em ter um GP do Bahrein neste ano não é da FIA, mais de Ecclestone.
 
"O Mundial de F-1 é regulado pelo Acordo de Concórdia, e, de acordo com ele, a responsabilidade de criar o calendário e encaminhá-lo à FIA para aprovação é de responsabilidade apenas do Detentor dos Direitos Comerciais (artigo 10 e parágrafo 9 do Acordo). Consequentemente, é o Detentor dos Direitos Comerciais que deve realizar toda a diligência para assegurar a proposta junto ao Conselho Mundial", continua Todt.
 
Além disso, Todt afirmou que, mesmo que as propostas tenham causado tanto incômodo, elas receberam o apoio do chefe da equipe Ferrari, Stefano Domenicali. "O delegado da Comissão de F-1, no qual todas as equipes são representadas, aprovou a decisão que vocês estão desafiando", completou o dirigente, que espera uma solução rápida para o problema.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias