“Fiquei muito feliz de ter ganhado de Schumacher", diz Ricciardo

Australiano segurou o alemão nas últimas voltas para conquistar o décimo lugar; Vergne foi apenas o 13º em Suzuka

O ponto pela décima colocação no GP do Japão deve ter sido o mais saboroso da curta carreira de Daniel Ricciardo na F-1 até aqui. Afinal, o australiano, estreante nesta temporada, teve de segurar Michael Schumacher nas voltas finais.

“Fiquei muito feliz de ter ganhado essa batalha. É sempre difícil quando seu carro é mais lento, mas com bons conselhos do pitwall sobre como defender com o Kers na zona da DRS, eu consegui. Nosso nível de trabalho enquanto equipe melhorou e estou muito feliz com a maneira como pilotei sob pressão. Não é todo dia que você tem um heptacampeão na sua cola e, como só restam algumas corridas para ele, é bom para colocar no meu currículo.”

Após largar em 14º, o piloto da Toro Rosso foi um dos que lucraram com o acidente da primeira volta.

“Foi uma corrida movimentada. Consegui ganhar algumas posições com o incidente da largada. Alonso rodou bem na minha frente e foi por pouco. Daí em diante, tive uma ótima corrida, ficando primeiro com Maldonado, mas sem conseguir passá-lo. Os últimos dois stints foram bons, primeiro tendo uma batalha com Webber, que estava em uma estratégia diferente. Depois, no final, segurei Schumacher.”

Seu companheiro, Jean-Eric Vergne, não teve tanta sorte e terminou em 13º. “Larguei bem, mas poderia ter sido uma corrida melhor caso não tivesse perdido tanto tempo atrás de Kovalainen. Depois que o passei, adotei um ritmo muito forte, mostrando do que o carro era capaz, sendo mais rápido que a Force India e Senna. Mas a punição de três posições na classificação não ajudou.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias