"Fizemos tudo errado", critica Massa, apenas 15º no grid

Williams e Ferrari erraram na estratégia e viram seus pilotos serem eliminados na primeira parte do treino

Depois de se classificar apenas na 18ª posição (15º depois de punições) para o GP da Grã-Bretanha, sua pior posição desde o GP de Mônaco de 2013, Felipe Massa saiu de sua Williams bastante decepcionado com as decisões tomadas pela equipe em um treino caótico pela chuva que caiu em determinados momentos em Silverstone.

[publicidade]Ainda na primeira parte da classificação, os pilotos foram à pista com pneus intermediários, mas nos minutos finais o asfalto secou e permitiu que quem estava com os pneus para pista seca melhorassem seus tempos significativamente.

Porém, Williams e Ferrari demoraram demais para colocar seus pilotos na pista e a garoa apertou no finalzinho, impedindo que os pilotos melhorassem. Assim, além de Massa, foram eliminados ainda no Q1 Fernando Alonso, Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas.

“Deu tudo errado", disse o brasileiro ao TotalRace. "A gente demorou muito para sair no começo mas, independentemente disso, ainda dava para recuperar, porque paramos no box e éramos quinto e sexto. No box, demoramos muito para sair, perdemos 1min30, o que representava uma volta cronometrada a mais com pista seca. Quando saímos, choveu e jogamos fora uma chance importante.”
 
Massa revelou que pediu para ir mais cedo para a pista, mas a equipe não concordou. “Eu falei que eu gostaria de sair antes, mas eles disseram que não tinha mais chuva no radar e que a pista estava só melhorando. Eu confiei neles. A gente acreditou no sistema que não é o certo. Olhar o radar com uma condição dessa, em Silverstone... a gente tem de ir pela experiência e ficar na pista. Mas o que passou, passou e temos de aprender e pensar na corrida, em que tudo pode ser possível.”
 
Essa não é a primeira vez que uma estratégia da equipe Williams é questionada no ano. Na última etapa, por exemplo, o time foi questionado por adotar uma tática demasiadamente conservadora, o que lhe tirou uma possibilidade até de vitória.

Para Massa, no caso de Silverstone, o problema foi confiar demais na previsão e não observar o que estava acontecendo na pista. “Acho que, dependendo do que o radar diz, quando o tempo fica assim, é preciso ficar de olho na pista. Jogamos no lixo uma oportunidade de largar bem com os dois carros.”

Para a corrida, o brasileiro espera se recuperar, mas não sabe o que seria uma previsão realista. “Acho que temos um carro bom, independente de eu ter batido na sexta. Eu consegui fazer uma simulação de corrida, ainda que o ritmo não fosse tão bom quanto eu esperava. A Mercedes, Red Bull e Ferrari estavam mais rápidos, mas os outros não. Nós estávamos na briga.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias