"Foi claramente mais apertado hoje", reconhece Nico Rosberg

Alemão acredita que rivais estarão mais próximos na classificação para o GP da Itália

Depois de conquistar a pole do GP da Bélgica com quase dois segundos para o terceiro colocado, Nico Rosberg espera uma realidade bem mais apertada na classificação para o GP da Itália. Nos treinos livres, o rival mais próximo das Mercedes, Kimi Raikkonen, ficou a pouco mais de um décimo do alemão.

[publicidade] “Foi claramente mais apertado hoje”, reconheceu o líder do campeonato. “Em uma volta rápida parece que ainda somos dominantes. Mas em simulação de corrida outras equipes estavam muito perto. Assim, não estou totalmente otimista.”

Mesmo depois da polêmica de Spa, quando assumiu a culpa por bater com o companheiro Lewis Hamilton, Rosberg assegurou que tudo segue como sempre foi. “Amanhã será como sempre, na classificação. E no domingo também. Não é que vamos correr com ‘freio-de-mão puxado’. As orientações da equipe são claras e continuaremos dando o máximo e pilotando com liberdade. Vou me concentrar na minha tarefa e saborear o momento com o carro, que é sempre especial. É algo que valorizo, que somos velozes numa pista histórica como Monza.”

Depois de experimentar pela primeira vez andar na famosa curva Parabolica após o asfaltamento de parte da caixa de brita, Rosberg disse ter gostado da mudança. “É uma pena, antes era uma curva arriscada, onde não havia o menor espaço para erros. Agora é possível se permitir alguns erros, você sai um pouco e volta para a pista. Mas no final de contas, o que vale é a segurança. E nesse sentido ela ficou muito melhor agora.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias