"Foi uma prova sensacional até a batida", afirma Rubens Barrichello

Com problemas na asa, brasileiro atribui culpa por acidente na diferença dos pneus para Rosberg. Depois, câmbio faz piloto abandonar

Barrichello tem corrida movimentada e elogia sistema Kers

O GP da Austrália de 2011 não foi a corrida dos sonhos de Rubens Barrichello, mas serviu para mostrar o bom potencial da Williams, que, mesmo com problemas de câmbio e asa, conseguiu mostrar boa velocidade e competitividade em relação aos outros carros.

O veterano brasileiro afirmou ter largado bem, mas um toque de Perez na curva 3 o fez perder o trabalho. Assim, teve de escalar o pelotão novamente, sem a ajuda da asa traseira móvel. Em relação ao acidente com Rosberg, Barrichello alegou que, com pneus mais moles, freou mais próximo à curva, enquanto o rival, com pneus duros, acionou os freios antes, o que causou o impacto.

Confira os argumentos do piloto de 38 anos nos tópicos abaixo:

Desempenho até acidente

"Foi uma prova sensacional até a batida. Fiz uma boa largada, passei bastante gente, mas acho que o Perez me deu uma jogadinha na grama. E, quando o carro 'pisa' na grama, não freia mais. Fui reto. Depois, me recuperei extremamente bem, mesmo salvando pneus."

Problema com asa móvel

"As ultrapassagens se deram pela boa performance do carro, pois a asa traseira não estava funcionando. Ela só voltou a funcionar depois que meu time reclamou junto à FIA e a entidade corrigiu um erro de distância no uso da asa."

Colisão com Rosberg

"Ele me deu uma fechada três curvas antes, e, com isso, abriu um certo espaço e tive de me defender do Kobayashi, que vinha chegando. Estava com o Kers acionado e, quando freei dentro da curva, bastante dentro, já que estava com pneus moles, ele freou antes demais. Aí, escorreguei até bater. A intenção não era ultrapassar. Isso mostra a diferença grande entre os pneus moles e duros. O ritmo do mole é bem melhor."

Complicações com câmbio e abandono

"A asa quebrou, o câmbio estava meio afetado, não sei se a gente conseguiria chegar até o fim. Em certo momento, estava na frente do Button, mas tive de parar com problemas de câmbio. Decidimos encerrar antes de quebrar, para não sofrer nenhuma punição no GP seguinte. Foi o mesmo que aconteceu com o Maldonado."

Primeiro GP disputado com o Kers

"Foi o primeiro fim de semana, uma boa experiência. Toda as ultrapassagens foram realizadas com a ajuda desse botãozinho. Meu dedo está inchado de tanto que apertei. Parecia videogame, quando você aperta forte. Dá uma certa emoção ver que você guardou para a hora certa."

>>

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Austrália
Pilotos Rubens Barrichello
Tipo de artigo Últimas notícias