Force India chega em Spa buscando reviver memórias do passado

Foi na pista belga que o time indiano teve seu melhor resultado: em 2009, Fisichella saiu na pole e chegou em segundo

Di Resta na Hungria: sonho de time era andar na frente, como em 2009

O GP da Bélgica possui um lugar especial no coração de todos os integrantes da Force India. Foi em Spa-Francorchamps que o time obteve o melhor resultado de toda sua existência.

Em 2009, com Giancarlo Fisichella ao volante, a equipe de Vijay Mallya marcou uma impressionante pole position e terminou a prova em segundo, a apenas 0s939 do vencedor, Kimi Raikkonen, com a Ferrari.
 
"Tenho muitas memórias boas de nosso pódio dois anos atrás. A grande diferença é que chegamos neste ano com um carro que é muito mais completo. Antigamente, nossa grande força era a velocidade em linha reta; hoje, o carro é forte em todas as áreas", destaca o dirigente.
 
A empolgação também é grande por parte dos pilotos: "Sempre digo que Spa é minha pista favorita. Amo este lugar. Não existe nenhum lugar como este e atravessar essa variedade de curvas com um carro de F-1 é impressionante. Acho que todos os pilotos ficam com um sorriso na cara quando voltam a Spa", diz Adrian Sutil, que foi quinto em 2010.
 
Paul di Resta, que estreia em Spa com um F-1, espera poder seguir entre os dez, como fez em Hungaroring: "É ótimo poder voltar após um intervalo de três semanas. O resultado na Hungria foi a melhor maneira de terminar a primeira parte da temporada. Passamos por algumas corridas onde as coisas não foram muito como nós queríamos e é bom ter o resultado esperado."
 
Ambos têm plena consciência de que o time é capaz de somar pontos importantes na Bélgica, pelo retrospecto, desempenho recente e trabalho na fábrica. "Sabemos que nossos competidores não ficaram parados, mas ainda estamos trabalhando forte no desenvolvimento e determinados em tirar o máximo de performance do carro antes do próximo ano", explica o escocês.
 
"Acho que podemos ter um outro fim de semana competitivo, pois as últimas corridas mostraram nossa capacidade. Temos um carro que parece trabalhar bem em qualquer lugar e nosso ritmo de classificação e corrida tem sido forte. Precisamos apenas manter o momento e continuar somando pontos", afirma o alemão. 
 
Por fim, o clima e a eterna ameaça de chuva em Spa preocupam: "Quando se chega a Spa, você sempre fica de olho no clima. Nas últimas três corridas, parece que a chuva nos seguiu e devemos esperar mais água para o fim de semana", resume Sutil.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Paul di Resta , Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias