Force India coloca dois carros nos pontos no GP de Mônaco

Hulkenberg acredita que, sem o tráfego de Raikkonen, poderia ter conseguido mais do que o 8º lugar; Di Resta foi 7º

Hulkenberg completou a segunda corrida seguida nos pontos

A Force India colocou seus dois carros nos pontos pela segunda vez na temporada, mas  Nico Hulkenberg acredita que poderia ter chegado mais à frente no GP de Mônaco. O alemão foi o oitavo colocado, logo atrás do companheiro Paul Di Resta.

“Acho que Michael [Schumacher] e eu ficamos presos atrás de Kimi [Raikkonen], que estava tendo muita dificuldade com os pneus supermacios. Mas era difícil ultrapassá-lo. Infelizmente, parei na mesma volta que ele e pegamos muito tráfego. Claro que poderia e deveria ter sido muito melhor, mas é bom chegar nos pontos.”

Largando em décimo, o alemão disse que se safou por pouco da confusão da largada. “Foi muito complicado, com carros para todos os lados. Consegui evitar o Grosjean, que estava completamente de lado e indo para trás. Passei perto e tive sorte de não ser acertado”, afirmou ao TotalRace.

A bronca do alemão contrastou com a felicidade de Di Resta como resultado. Afinal, o escocês largou em 14º para chegar em sétimo lugar.

“Foi um grande resultado e estou muito feliz de ter ganhado tanto terreno em relação a minha posição de largada. Nossa estratégia foi agressiva e tenho de dizer que o time otimizou isso. O segredo foi cuidar dos pneus e tentar andar com pista livre. Ainda bem que a chuva não caiu, pois isso poderia ter um grande impacto na corrida.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Paul di Resta , Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias