Force India não tem preocupações com segurança no Bahrein

Equipe e pilotos se focam na performance do fim de semana e procuram esquecer problemas políticos do ano passado

Di Resta foi oitavo na China

Em 2012 uma das vans que transportava mecânicos da Force India foi vítima de uma bomba no Bahrein. Em precaução após o ataque, o time resolveu não participar do treino da tarde em Sakhir para voltar ao hotel antes do dia anoitecer.

A decisão não foi bem vista pela FOM, que “ignorou” na transmissão oficial da classificação dos carros da equipe indiana baseada em Silverstone.

Neste ano, o time revelou que não tem preocupações com segurança. “Não necessariamente um incidente, mas o nosso foi só uma infelicidade no ano passado e tomou proporções muito maiores”, disse Bob Fernley, diretor da equipe.

“Não vejo problemas neste ano”, adicionou. “Haverá alguma coisa, mas espero que seja relativamente menor e espero que não envolva a Force India.”

Dentro da pista, o fim de semana barenita para o time foi bom no passado. Paul di Resta, com uma estratégia diferente, conseguiu ir do décimo ao sexto lugar na corrida, superando Alonso na linha de chegada por menos de 0.3s.

“Estamos voltando a um tempo mais quente, e estivemos fortes no calor da Malásia. Não há preocupações reais”, diz Di Resta. “No ano passado o carro trabalhou bem no Bahrein, o que nos dá confiança para o fim de semana. Estamos de volta ao pneu médio e o duro como na Malásia, onde fomos fortes.”

Sutil confessou que gosta do circuito de Sakhir e espera ir bem. “A pista não é das mais difíceis, mas tem grandes freadas. Você precisa de um bom carro nas freadas. Estará bem mais quente que em Xangai, então precisaremos de uma combinação de pneus diferente.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Pilotos Paul di Resta , Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias