Fórmula 1 ganha mais uma punição para a próxima temporada

A partir do ano que vem, pilotos poderão ter pena de 10s e caso como o de Vettel nos EUA não vai mais acontecer

A Federação Internacional de Automobilismo fez mudanças em seu sistema de punições para a próxima temporada, incluindo uma pena intermediária entre a perda de 5s, criada em 2014, e o drive through.

[publicidade] Trata-se da punição de 10s, que funciona de forma semelhante a sua versão mais curta: ao invés do drive through, que tem três voltas para ser cumprido, ela deve ser servida na parada de boxes seguinte e, se o piloto não for mais trocar os pneus até o final da prova, terá 10s adicionados a seu tempo final.

O stop and go de 10s continua existindo. Suas diferenças em relação à outra pena de 10s é que ele também deve ser servido em três voltas e não pode ser feito junto do pit stop. Ou seja, se o piloto punido precisar trocar os pneus, deve entrar duas vezes no box.

As penas pelo uso de mais unidades de potência do que as cinco permitidas também foram alteradas: trocar toda a unidade não fará mais o piloto ter de largar dos boxes, como aconteceu com Sebastian Vettel no GP dos Estados Unidos. As punições, agora, serão em tempo + posições no grid. Ou seja, um piloto que recebe uma pena de 10 posições no grid, mas se classifica mal terá de pagar o restante durante a corrida:

- 1-5 posições remanescentes: 5s na corrida
- 6-10 posições remanescentes: 10s na corrida
- 11-19 posições remanescentes: drive through
- 20 ou mais posições remanescentes: stop and go de 10s

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias