FOTA corre risco de acabar até o fim do mês, diz jornal inglês

Associação de equipes vive problemas financeiros e internos após saída de Whitmarsh do comando da McLaren

A Associação de equipes da Fórmula 1 (FOTA - Formula One Teams Association) deverá terminar nos próximos dias, segundo informação do jornal britânico The Telegraph. A associação não teria recebido as taxas de inscrição para este ano, estaria enfrentando um impasse em meio aos times por sua finalidade e teria perdido o principal líder, Martin Whitmarsh.

A FOTA foi criada em 2008 para tentar estabelecer novas medidas na Fórmula 1 em consenso com todos os times. No entanto, de lá para cá,  quatro dos 11 times da categoria saíram da organização, entre eles a Ferrari e a Red Bull.

Porém, o grande golpe na associação veio no início deste ano, com o desligamento de Martin Whitmarsh da direção da equipe McLaren, após o retorno de Ron Dennis. O ex-diretor era o presidente da organização desde dezembro de 2009. Nos últimos anos seu vice o francês Eric Boullier, ex-diretor da Lotus, agora como diretor de competições na McLaren.

No entanto, apesar do grande envolvimento de Eric com a FOTA, é esperado, segundo o The Telegraph, que Boullier não tome posição à frente da associação, deixando a organização sem um líder de peso no paddock.

Foi enviado um novo projeto de mandato para as equipes, mas o acordo não deverá ir para frente.

Mesmo assim, segundo a reportagem, Bob Fernley, diretor da Force India, se disse confiante de que equipes como Red Bull e Ferrari podem retornar apesar dos problemas. Além dos dois times, Sauber e Toro Rosso não fazem parte da organização.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias