Gillian destaca evolução "razoável" da Williams na Coreia

Engenheiro-chefe de operações da equipe explica punição incomum de Maldonado e espera nova melhora na Índia

Barrichello foi 12º na Coreia

O engenheiro-chefe de operações da Williams, Mark Gillian, se mostrou satisfeito com o ritmo de corrida da equipe, especialmente na parte final do GP da Coreia. Rubens Barrichello foi o único piloto do time de Grove a terminar a prova, em 12º, após Pastor Maldonado abandonar com problemas no motor.

“Correndo com o novo pacote aerodinâmico em ambos os carros, nossa performance geral foi um pouco melhor que em Suzuka, com ambos os pilotos fazendo um bom trabalho no final de semana. O ritmo de corrida, especialmente no último stint de Rubens no final da prova com pneus macios foi razoável, mas ainda precisa melhorar.”

Ainda que não tenha novidades para o próximo GP, na Índia, Gillian espera que a equipe continue evoluindo.

“A Williams precisa mostrar uma melhora contínua e é isso que precisamos conseguir. [Na Índia], a especificação básica do carro e o acerto aerodinâmico serão similares aos usados em Yeongam.”

O engenheiro-chefe de operações explicou a incomum punição a Pastor Maldonado, que errou a entrada do pit lane durante a corrida em Yeongam.

“O Safety Car chegou em um momento oportuno para a estratégia de Pastor, mas infelizmente ele teve de reagir rapidamente ao chamado dos boxes e passou do lado de fora do cone na entrada do pit lane, o que causou o drive through”.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Rubens Barrichello , Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias