Gosto dos EUA porque lá ninguém me persegue, diz Hamilton

Inglês lembra que, quando era criança, não pensava em ser famoso: "Só queria ser o melhor piloto do mundo"

Lewis Hamilton passou cinco anos namorando uma estrela da música pop, a norte-americana Nicole Scherzinger, e costuma ser visto ao lado de outros músicos famosos, como Ne-Yo e Rihanna, mas garante que a vida de celebridade não lhe atrai. Na verdade, nunca esteve nos seus planos.

“Não acho que você pensa muito no lado da fama quando é criança”, afirmou Hamilton. “Quando estava no kart, só queria ser o melhor piloto do mundo e correr na Fórmula 1 e não pensava nesse lado das pessoas me conhecerem e de estar na TV. Mesmo na época de F-3 e GP2, você ainda não está preparado para isso – só dá uma ou outra entrevista, mas seu foco ainda é só correr. Apenas quando chega a F-1 que a coisa muda.”

“É por isso que gosto de ir para os Estados Unidos porque ninguém me nota. Posso ir em qualquer lugar que me misturo facilmente. É ótimo poder fazer coisas normais sem pessoas me perseguindo ou comentando sobre o que estou fazendo.”

Longe das badalações, um passatempo importante na vida do piloto é a música. O inglês tem um estúdio em sua casa, em Mônaco. “Na música, continuo mexendo em um pequeno projeto que gosto de fazer. Tive um agosto muito produtivo, mas não tenho muito o que dizer no momento.”

Perguntado se o público em geral ouvirá suas músicas um dia, Hamilton disse que ainda não sabe. “Tenho que gravar tudo e depende se estarei feliz com o resultado.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias