GP Brasil: aumenta pessoas que vão à pista de trem

De acordo com estudo feito pelo Observatório de Turismo de São Paulo mostra que torcedores deixaram taxi e ônibus de lado

Prefeito Kassab na estação Autódromo

Um levantamento do Observatório de Turismo de São Paulo divulgou nesta semana dados interessantes sobre o GP do Brasil de 2011.

Um estudo afirma que os turistas que vieram acompanhar a prova ficaram em média 2,8 dias na cidade e gastaram R$ 2.214,45 no período. Eles representam 26,5% do público da corrida e vieram, em sua maioria, de outras cidades brasileiras. Curiosamente, os estrangeiros são apenas 4,1% do total de visitantes.
 
Outro dado importante foi o aumento das pessoas que usaram os trens da CPTM em direção à estação próxima ao circuito. Desde a inauguração do local, em 2007, o número dos que vão de trem à corrida subiu de 11,1% para 20,1%. 
 
Por outro lado, diminuíram os que chegam de carro (de 54,3% para 49,5%), de táxi (10,3% para 2,3%) e de ônibus fretado (14,7% para 10,3%).

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias