GP coreano terá um alívio financeiro de R$ 37 milhões em 2012

Mesmo assim o prognóstico monetário para a prova não é bom e grande prêmio deverá fechar no vermelho

Prova de 2011 teve prejuízo de R$ 100 milhões

O Grande Prêmio da Coreia recebeu uma grande notícia neste fim de semana. Os organizadores conseguiram um acordo com a FOM (entidade que rege os direitos da Fórmula 1) e economizarão cerca de R$ 37 milhões para a etapa de 2012.

Segundo o acordo, os organizadores não precisarão pagar a taxa anual dos direitos televisivos até o fim do contrato em 2016.

O acordo também corta a taxa de comissão em 10% este ano. O governo pagou cerca de R$ 65 milhões para sediar a primeira corrida da história da categoria em 2010. Em 2011 a taxa foi de aproximadamente R$ 73 milhões.

Este novo acordo é resultado de longos anos de negociações entre o governo local e a FOM.

"Com a  negociação bem sucedida nós vamos ser capazes de economizar uma quantia significativa de dinheiro", disse o diretor do comitê organizador da corrida coreana Kang Hyo-Seok.

No entanto a prova em Yeongam, Jeolla do Sul, é ainda muito cara para os cofres do governo.

Para se ter uma ideia de como a prova fechou no negativo, foram gastos R$ 142 milhões para a prova e arrecadados somente R$ 42 milhões em 2011.

Os organizadores preveem que a prova de 2012 dará um prejuízo de aproximadamente R$ 50 milhões.

O Grande Prêmio da Coreia está marcado para acontecer entre os dias 12 e 14 de outubro no Circuito Internacional da Coreia.
 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Tipo de artigo Últimas notícias