GP da Hungria bate recorde de ultrapassagens dos 26 anos de história

Prova teve 54 manobras, contra apenas oito no ano passado; Felipe Massa foi um dos que mais ultrapassou

GP da Hungria teve até trocas de posição pela liderança

O GP da Hungria deste ano o bateu recorde de ultrapassagens que durava desde a estreia do circuito no calendário da F-1, em 1986. Foram 54 manobras, descontando trocas de posição devido a escapadas de pista, contra 42 da primeira prova no país, há 26 anos.

Com esses números, a temporada de 2011 já tem o maior número absoluto de ultrapassagens em uma temporada desde que dados confiáveis passaram a ser computados, em 1982. São 720 no total, contra as 666 de 1984, que havia sido o ano mais movimentado no período. Isso com oito etapas para o final.

Para se ter uma ideia, a última corrida afetada pela chuva em Hungaroring havia acontecido em 2006, mas, mesmo assim, foram registradas 29 ultrapassagens na ocasião. Ano passado, no seco, a prova teve apenas oito trocas de posição.

Os pilotos que mais contribuíram para o novo recorde foram Sebastien Buemi, que fez uma excelente prova de recuperação, chegando em oitavo após largar em 23º. O suíço da Toro Rosso fez oito ultrapassagens, enquanto seu companheiro, Jaime Alguersuari, fez cinco, mesmo número de Paul di Resta e Felipe Massa.

Já os que por mais vezes foram superados são Rubens Barrichello, Timo Glock e Kamui Kobayashi, todos em cinco oportunidades.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Tipo de artigo Últimas notícias