GP da Hungria estreia duas zonas de ativação do DRS

Com apenas um ponto de detecção, asa traseira móvel será usada na reta principal e na que procede a primeira curva

O GP da Hungria contará com duas zonas de ativação da asa traseira móvel, mas apenas um ponto de detecção. Os pilotos que passarem a menos de um segundo de rivais ou retardatários na entrada da última curva (14) poderão acionar o DRS na reta principal e na que procede a primeira curva.

Durante a classificação, o uso da asa móvel também é restrito a estes dois locais. Durante a corrida, como há apenas um ponto de detecção, o piloto que puder ativar a asa na primeira zona também terá direito a usá-la na segunda.

É a primeira vez que o GP da Hungria tem duas zonas de ativação da DRS, que antes era apenas usada na reta principal.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Tipo de artigo Últimas notícias