GP turco corre risco de deixar calendário em 2012

Dirigente comenta em conta particular no Twitter que prova de Istambul pode não ser renovada por conta de um aumento na taxa de realização do evento

Disputa na largada da edição de 2010 do GP da Turquia

Presente no calendário desde 2005, o GP da Turquia nunca foi um sucesso de público, com muitos lances de arquibancadas vazios, o que traz enormes prejuízos aos organizadores.

Esta falta de interesse coloca o futuro da prova em jogo já a partir do próximo ano: com o aumento da taxa de realização do evento, as chances de uma extensão no contrato vão diminuindo a cada dia.
 
O fee cobrado pela FOM (Formula One Management) para a realização da prova dobrará no próximo ano, de 13 para 26 milhões de dólares, o que fez o chefe da Câmara de Comércio de Istambul, Murat Yalcintas, afirmar em sua conta no microblog Twitter que o GP corre risco.
 
"Parece que o GP de F-1 não será realizado em Istambul no próximo ano. Pois acham os números muito altos e parece que o pagamento não será feito por isso", comentou Yalcintas, logo após uma reunião para decidir o destino da prova. O GP da Turquia de F-1, próxima etapa do Mundial, está marcado para o dia 8 de maio.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Turquia
Tipo de artigo Últimas notícias