Grosjean diz que ainda precisa melhorar no acerto do carro

Francês lembra que o F-1 é muito diferente do GP2 e destaca necessidade de aprender mais sobre uso do Kers e diferencial

Com 18 GPs no currículo – sendo 11 nesta temporada com a Lotus e sete com a Renault em 2009 – Romain Grosjean é o primeiro a concordar que já não pode ser chamado de novato. Por outro lado, o francês acredita que ainda há áreas em que precisa evoluir.

“Ainda tenho muito a aprender, mas também já não sou um estreante”, definiu o francês ao TotalRace. “Tenho de aprimorar a maneira de usar várias coisas no carro, como o diferencial, o Kers. Também tenho de melhorar na maneira de lidar com a duração do GP. É muita coisa [para aprender].”

Grosjean tem sido constantemente lembrado como um dos possíveis candidatos a vitórias em 2012, marcou três pódios neste ano e ocupa a oitava posição no Mundial. Porém, o atual campeão da GP2 revela que ainda não domina a arte de acertar um carro de F-1.

“Tenho de trabalhar na maneira de acertar o carro – isso é muito diferente em relação à GP2 porque a aerodinâmica afeta muito o desempenho, enquanto lá o principal é o lado mecânico.” 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias