Grosjean não se preocupa com má fase dos últimos anos

Piloto lembra de atuações do final de 2013 e se diz capaz de estar entre os primeiros na Fórmula 1 com carro bom

O francês Romain Grosjean não vai ao pódio desde o início da nova era turbo na Fórmula 1. Desde que o campeonato mudou os motores, o piloto vem encontrando dificuldades com sua equipe Lotus para andar bem. Depois de trocar o motor Renault pelo Mercedes neste ano, as performances melhoraram, mas não o suficiente.

O francês recordou de sua melhor fase, em 2013, quando dividia o posto de revelação com o alemão Nico Hulkenberg.

"Em 2013 todo mundo falava de nós. Ele estava fazendo um bom trabalho na Sauber e eu na Lotus. Mas, logo depois, nós tivemos anos difíceis, e claro que não estamos mais na primeira página dos jornais.”

"Mas ainda sei que o que estou fazendo é o melhor que posso e espero que as pessoas que tomam decisões vejam que estou fazendo um bom trabalho. Enquanto você está na frente de seu companheiro de equipe e você está obtendo bons resultados, sempre há oportunidades."

Perguntado se ele estava ansioso para deixar Lotus e ir para uma equipe maior, Grosjean negou: "Não realmente. Depende da oportunidade que você tem e o que está acontecendo no mercado e no paddock. É uma boa equipe para se estar, como eu disse no ano passado. Fomos capazes de vencer corridas com Kimi Raikkonen e de estarmos próximos comigo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Equipes Lotus F1
Tipo de artigo Últimas notícias