Grosjean se surpreendeu por estar tão perto de Vettel na Coreia

Performance na última prova anima o francês para desafiar a Red Bull nas cinco corridas que faltam na temporada

O GP da Coreia serviu para mostrar mais uma vez a evolução de Romain Grosjean: largando em terceiro, o francês superou Lewis Hamilton na primeira volta e foi o único a incomodar Sebastian Vettel. No entanto, as dois períodos com Safety Car acabaram fazendo com que o piloto da Lotus não pudesse usar o melhor trato com os pneus de seu carro para pressionar o alemão no final.

Ainda assim, Grosjean salientou que a Red Bull não estava tão fora do alcance da Lotus como se previa.

“Apesar da Red Bull estar dominando, me surpreendi que não estivéssemos tão atrás na Coreia. Adoraria ter visto o que poderia ter acontecido na última parte da corrida se tivéssemos de ver quem cuidaria melhor dos pneus, mas veremos no futuro.”

Perseguindo a primeira vitória, Grosjean diz não ter pressa. “Nosso trabalho deve ser tirar o máximo de nosso carro e da minha pilotagem e, com um pouco de sorte, vai chegar nossa hora. Vamos continuar trabalhando duro e um dia teremos a recompensa”, afirmou o francês, ouvido pelo TotalRace em Suzuka.

“Não estou desesperado. Todo piloto quer vencer corridas e a sensação deve ser boa. Estou trabalhando para chegar este dia, mas se não for possível pela questão do carro ou algo parecido não é um problema.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias