Hamilton acha possível segurar concorrentes saindo da pole

Mesmo sem firmeza na conservação de pneus, Lewis acredita que pista de Mônaco ajude Mercedes a conquistar a vitória

Hamilton passeia com o cachorro Roscoe

Vencedor da corrida em 2008, Lewis Hamilton acha o GP nas ruas do principado o mais deafiador em termos psicológicos do ano. O inglês acredita que alguém que assista a corrida não entenda o tamanho do desafio que é guiar por 78 voltas no circuito.

“Este é o GP mais desafiador mentalmente do ano. É incrível o quanto. E eu acho que as pessoas não compreendem o quão focados precisamos estar”, disse ao TotalRace.

“Parece fácil quando você vê na TV, porque damos voltas o tempo todo. Mas você tem de ser muito preciso em todas as decisões que você toma, em todas as reações que você tem. Você não pode se deixar perder o foco.”

Hamilton ainda confessou que vencer em Mônaco, no que diz respeito a obrigações festivas, não é tão bom quanto parece. “Não sou um grande fã do evento após a prova, mas é uma grande experiência estar no pódio, com o príncipe, levar o troféu. É único e é uma honra muito grande”, ressaltou apesar.

Por fim, Lewis disse que a Mercedes pode vencer neste fim de semana com o ritmo mais lento na corrida. “Eu acho que sim. Obviamente os pits também terão sua parte nisso, Safety Cars e tudo isso. Se não tivermos Safety Cars, teremos de conservar bem os pneus, e a pole position é o melhor lugar para se fazer isso. Mark [Webber] pôde fazer isso no ano passado e em 2007 eu e Fernando ficamos na liderança durante prova toda. Posição é tudo.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias