Hamilton culpa espelho por novo incidente com Massa

Inglês admite que não tem boa visibilidade pois "a vibração na reta é muito alta", mas brasileiro não aceita desculpas

Hamilton durante o GP do Japão

Lewis Hamilton culpou os espelhos de seu carro pelo novo incidente com Felipe Massa, desta vez no GP do Japão. O brasileiro tentava ultrapassar o inglês quando Hamilton fez a tangência da curva normalmente, causando o toque entre seu pneu dianteiro esquerdo e a asa dianteira da Ferrari.

“Só posso dizer que não consigo ver nada nos meus espelhos. Eles vibram muito na reta. Não tinha ideia de que ele estava lá. Talvez seja algo que temos de estudar.”

O incidente chegou a ser investigado pelos comissários, mas Hamilton não foi punido desta vez pois “Massa tentou uma ultrapassagem pela esquerda em uma curva à direita”. Ou seja, compreenderam que Hamilton apenas fez a tangência normal da curva.

“Não tive nenhuma intenção ruim com Felipe. Tenho o maior respeito por ele, é um piloto fantástico e foi extremamente rápido hoje.”

A questão da visibilidade havia sido levantada pelo ex-piloto e comentarista David Coulthard já na corrida de Cingapura, quando Hamilton também colidiu com o próprio Massa.

“Disse a ele ‘você senta muito embaixo no carro, dá para ver direito?’ e ele respondeu ‘ainda que sente muito embaixo, a visibilidade é boa’. Mas imagino se ele não está perdendo nas disputas mais próximas por sentar tão embaixo.”

Massa, no entanto, não se mostrou muito contente com a desculpa.

“Não ligo para o que ele fala, só para o que ele fez. Ligo para o que a federação diz e faz a respeito.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Lewis Hamilton , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias