Hamilton garante que não desobedeceu Mercedes no GP da Itália

Inglês contrariou sugestão do engenheiro e foi para cima de Rosberg, mas defende que decisão final é sua

Lewis Hamilton negou ter refutado as ordens da equipe Mercedes durante o GP da Itália quando estava na perseguição ao companheiro Nico Rosberg. Após seu segundo pit stop, o inglês foi instruído para deixar o alemão abrir uma distância a fim de não prejudicar o rendimento de seus pneus e atacar o líder do campeonato no final.

[publicidade] Porém, o inglês decidiu apertar o ritmo de qualquer maneira e acabou provocando o erro de Rosberg, que passou reto na chicane e lhe deu a liderança. “Não ignorei as ordens da equipe. Eu tenho uma ótima relação com meu engenheiro e ele constantemente está em contato comigo para me guiar durante a prova. Eles querem vencer o tanto quanto eu e estão tentando me guiar para o que eles acham melhor, mas no final das contas sou eu que decido.”

Após vencer pela primeira vez desde o GP da Grã-Bretanha, no início de julho, o inglês se diz animado para ter outros finais de semana mais tranquilos do que os anteriores. “Claramente eu tinha um ritmo melhor do que todos, inclusive Nico. Vamos nos certificar de que continue assim nas próximas provas.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias