Hamilton lidera a primeira sessão de treinos livres na Hungria

Vencedor do último GP fica dois décimos à frente de Vettel; Alonso é terceiro e Webber bate

Hamilton começou bem o final de semana de GP da Hungria

Lewis Hamilton manteve a boa sequência após a vitória na Alemanha e fez a melhor marca na primeira sessão de treinos livres para o GP da Hungria. O inglês superou Sebastian Vettel por dois décimos e Fernando Alonso, por três. Mark Webber encontrou-se com o muro e ficou em quarto, com Jenson Button em quinto e Felipe Massa em sexto. Substituindo Nick Heidfeld nesta manhã de sexta-feira em Budapeste, Bruno Senna fechou o dia em 15º, logo atrás de Rubens Barrichello.

Com temperaturas bem mais baixas do que o que se espera para a Hungria, com 20ºC de temperatura ambiente e 23ºC na pista, a segunda sessão teve uma primeira meia hora pouco movimentada, apenas com alguns testes aerodinâmicos.

Os primeiros ponteiros a entrar na pista foram os dois pilotos da McLaren, andando entre 1min25 baixo e 1min24.

As Ferrari seguiram os ingleses, com Alonso superando o melhor tempo de Hamilton e Massa em terceiro. Logo em seguida, foram as Red Bull que entraram na pista, com Webber chegando próximo do tempo do espanhol após alguns passeios fora da pista. Com 38 minutos para o final da sessão, Vettel assumiu a liderança no treino. Os três primeiros ficaram divididos em 102 milésimos.

Bruno Senna participou pela primeira vez de uma sessão de treinos livres após sua temporada de estreia na Hispania. O brasileiro fez três voltas de instalação no início do treino e ficou um bom tempo nos boxes até começar a marcar tempos para valer. Após uma sequência de cinco voltas, sua melhor marca ficou a pouco mais de quatro décimos acima de Vitaly Petrov.

A exemplo de grande parte do final de semana do GP da Alemanha, Rubens Barrichello passou grande parte do treino na 14ª colocação, à frente do companheiro Pastor Maldonado.

As Ferrari entraram na pista para uma segunda sequência de voltas, mas não conseguiram melhorar seus tempos. Quem superou todos foi Hamilton, que baixou em dois décimos a marca de Vettel. Webber tentou fazer o mesmo, mas escapou e bateu, estragando a parte dianteira de seu Red Bull.

Com pouco mais de dez minutos para o final da sessão, Bruno Senna melhorou seu tempo em meio segundo, colocando-se a centésimos da Williams de Barrichello, mas a oito décimos de Petrov. O brasileiro havia completado 21 voltas até então.

No final do treino, Hamilton mostrou que poderia tirar mais de sua McLaren: vinha fazendo os dois melhores tempos da sessão nos dois primeiros setores, mas foi atrapalhado por Jaime Alguersuari.

Confira os tempos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias