Hamilton "não pode se distrair", atesta Jackie Stewart

Tricampeão critica ida de inglês para a Mercedes, mas acredita que Ross Brawn pode ajudá-lo a manter o foco

Estrela da Fórmula 1 nos anos 1960 e 1970, o tricampeão Jackie Stewart chamou a atenção para a importância de Lewis Hamilton manter o foco em sua carreira. O inglês nunca escondeu o interesse por outras áreas e recentemente publicou fotos em seu twitter produzindo suas próprias músicas. Porém, para o escocês, isso pode ser prejudicial.

“Pessoalmente, se eu fosse Lewis, não teria saído da McLaren. Mas, com 28 anos, ele deve saber o que está fazendo. Você tem de ser cuidadoso para não se deixar levar por sua própria importância, pela celebridade ou sua agenda fora do cockpit. Isso pode ser intoxicante”, afirmou à Sporting Life.

“Lewis precisa ir mais consistentemente bem, tirando problemas mecânicos, e não se distrair. Isso é algo que ele deve ter em mente. Tem a ver com quem você anda, o que faz em seu tempo livre, como compromete o tempo de folga com o de verdade – e o de verdade é ser um piloto de corrida.”

Para o tricampeão, trabalhar com Ross Brawn, acostumado ao comprometimento mostrado por Michael Schumacher durante sua carreira, fará bem a Hamilton.

“O fator Ross Brawn é importante. Ele sabe como fazer as coisas e Lewis terá de trabalhar com ele e depender dele. Depois, Lewis terá de dar resultados. Ross trabalhou com pilotos que realmente deram resultado. Trabalhou com Schumacher desde a Benetton, ele sabe o esforço que Michael fazia. Portanto, pensará que Lewis terá de mostrar o mesmo em termos de comprometimento e não apenas na pista, como Michael fazia.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias