Hamilton se coloca na briga por bi e Vettel é cauteloso

Tricampeão lembra campeonato de 2010 e diz que 38 pontos é uma vantagem menos confortável do que parece

O GP da Hungria pode ter dado um colorido diferente à disputa do título desta temporada da Fórmula 1. A vitória de Lewis Hamilton sob condições em que, em provas anteriores, a Mercedes normalmente sofreria muito para manter o mesmo ritmo de corrida que os rivais, jogou um novo tempero à disputa.

O próprio Hamilton, que até o GP da Alemanha se colocava fora da disputa pelo título, começou a mudar de ideia. Com o resultado de Hungaroring, o inglês, quarto colocado, está a 48 pontos do líder Sebastian Vettel.

“Acho que ainda é cedo, porque nunca se sabe se os pneus voltarão a ser um problema. Mas se eles funcionaram bem na pista mais quente do ano, acredito de verdade que vamos ser fortes até o final. Tomara que continue assim.”

O próprio Vettel não para de repetir que ainda é muito cedo para o clima de já ganhou. Com 38 pontos de vantagem em relação a Kimi Raikkonen e 39 para Fernando Alonso, o alemão lembra da disputa de 2010, quando reverteu uma desvantagem de 25 pontos para o piloto espanhol nas duas últimas provas.

“Ainda falta muito campeonato pela frente. Talvez 2010 seja um bom exemplo do quão rapidamente as coisas podem mudar com esse sistema de pontuação. Parece um número grande, mas, no final das contas, representa menos que duas corridas. O campeonato é longo e tenho de me certificar que terei um bom carro até o final e temos de manter a vontade. Se lutarmos em todas as voltas, temos chance.”

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pilotos Lewis Hamilton , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias